Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Perfis

Evan Rachel Wood: uma mulher de sorte

por Eric P. Sukys comentários

Nome Completo: Evan Rachel Wood
Nascimento: 7 de setembro de 1987, Carolina do Norte, Estados Unidos.
Três Filmes Essenciais: “Aos Treze” (2003) “O Lutador” (2008) e “Tudo Pode Dar Certo” (2009).
Signo: Virgem

Salada de Cinema

A norte-americana Evan Rachel Wood não faz o tipo espalhafatoso de Hollywood. Apesar do gosto pelas lentes, prefere viver uma vida mais reservada. Ela chegou a frequentar a escola até o “Junior High School”, que aqui no Brasil corresponde ao Ensino Fundamental II, mas depois passou a ser educada em casa; não se adaptou ao ambiente escolar opressor, ecoando parte das crises adolescentes que vive em “Aos Treze”, de 2003.

Seus pais, Sara Wood e Ira David Wood III, também são atores. Evan passou parte da infância participando em produções teatrais da família, acompanhada dos dois irmãos mais velhos. O casal se divorciou e a jovem Evan Rachel Wood se mudou para Los Angeles com a mãe em 1996. Para uma garota com talento artístico, realmente aquele era o lugar certo.

Felizmente, o sucesso não tardou a dar as caras. Não tinha vivido nem uma década ainda quando foi escalada para um papel importante em Digging to China (1997), contracenando com o experiente Kevin Bacon. No filme, ela encarna a pequena Harriet Frankovitz, uma garotinha sonhadora que não se sente importante em casa e fica imaginando planos mirabolantes de fuga.

Seis anos depois, foi indicada ao Globo de Ouro de Revelação Feminina na pele da jovem problemática Tracy Freeland, de “Aos Treze”. Além de atrair a crítica, a sinceridade exibida em sua atuação também causou impacto em um público amplo. Outro trabalho de sua filmografia que merece ser conferido é sua participação em “O Lutador” (2008), em que interpreta a filha do durão e sensível (e grande estrela) Mickey Rourke.

Apesar da escalada no mundo cinematográfico, Evan não deixa de reconhecer que realmente teve muita sorte. Ao olhar para trás, acredita já ter vivido uma vida em sua plenitude. Pessoalmente, ela faz mais o tipo caseira. De acordo com suas próprias palavras em diversas entrevistas, certamente ela não é a garota baladeira. Prefere mais a introspecção, que parece combinar com sua admiração pelos filmes mudos de Charlie Chaplin. Afinal, tudo já está lá; não precisa ser dito.

Studio na Colab55
Eric P. Sukys
Eric P. Sukys

Eric P. Sukys é jornalista e se entregou à sétima arte após crises existenciais. Atualmente, sua dieta básica consiste na Era de Ouro de Hollywood, Nouvelle Vague, filmes trash e cinema independente.

Veja todos os posts de Eric P. Sukys
Comentários
Follow my blog with Bloglovin