Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Críticas

Bingo – O Rei das Manhãs

por Fernando Império comentários
Salada de Cinema

A história inspirada na vida de Arlindo Barreto, que na década de 1980, se fantasiava no palhaço Bozo e animava milhares de crianças pela TV é o mote de “Bingo – O Rei das Manhãs”. A escolha por Bingo, ao invés do nome original ajudou a estabelecer um paralelo bem definido entre ficção e realidade, colaborando mais para o lado divertido do que biográfico do longa.

Particularmente do que vi do trailer, esperava um filme mais pesado, mas saí da sala de cinema com um sentimento bom de nostalgia. É que para quem foi criança na década de 1980, vai se lembrar muito bem daquelas manhãs em que a Rede Globo e o SBT disputavam nossas atenções com personagens esdrúxulos, brincadeiras de auditório e desenhos animados. E lógico, aquela sensação desconfortável de que éramos muito manipulados na disputa pela audiência.

A produção recria a aura dos anos 1980 e merece destaque. O cuidado com os figurinos, maquiagem e cenários imergem o telespectador para mais de trinta anos atrás.

Outro acerto do filme é o trabalho do ator Vladimir Britcha que encarna a personagem de Bingo e entrega uma das suas melhores atuações. É quase impossível não se seduzir pelo figura boa praça, pai dedicado e ator esforçado. Aliás, o elenco todo vai bem. Leandra Leal mantém sua regularidade no cinema. O menino Cauã Martins, que vive o filho de Bingo, é uma grata surpresa. Emanuelle Araújo é a cereja do bolo. Vale também a menção honrosa à diva Ana Lúcia Torre.

A narrativa de Bingo não é muito original. A sequência ascensão-auge-declínio de um artista que como muitos, sofre para manter o equilíbrio entre vida particular e a pressão da fama já foi vista e revista em vários filmes. Se falta originalidade, o roteiro de Luiz Bolognesi tem seu mérito ao fazer a passagem entre a comédia e o drama, sem prejudicar o rumo da história. E isso não é pouco.

Daniel Rezende, experiente editor de filmes como Cidade de Deus e Árvore da Vida estreia de forma segura e convincente a função de diretor. Junto a ele está uma equipe competente. Além daqueles já mencionados, Beto Villares, responsável pela ótima trilha sonora e Cássio Amarante na direção de arte completa o time. Animado por futuros projetos dessa turma.

Assista ao trailer de `Bingo – O Rei das Manhãs’:

Studio na Colab55
Fernando Império
Fernando Império

Jornalista, cinéfilo, tesão por inteligência e fã de filmes sem final feliz.

Veja todos os posts de Fernando Império
Comentários
Leia Também
Follow my blog with Bloglovin