Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Perfis

Russel Crowe: cidadania e espírito incompreensíveis

por Eric P. Sukys comentários

Nome Completo: Russell Ira Crowe
Data de Nascimento: 7 de abril de 1964, em Wellington, Nova Zelândia.
Três Filmes Essenciais: “Los Angeles – Cidade Proibida” (1997), Gladiador” (2000) e “Uma Mente Brilhante” (2001).

Salada de Cinema

Russel Crowe mora na Austrália há décadas. Mudou-se para lá com apenas quatro anos, voltando para a Nova Zelândia, local onde nasceu, durante um curto intervalo de tempo. Porém, nunca conseguiu adquirir a cidadania australiana. Devido a mudanças na legislação de imigração, para consegui-la ele deveria estar presente no país no período de 2000 a 2002 – época em que estava muito ocupado filmando no exterior. Ou seja, através de seu sucesso como ator em Hollywood, tornou-se um cidadão global.

Apesar disso tudo, já foi votado como um dos 50 Grandes Tesouros Nacionais em terras australianas. Fato bem paradoxal, eu sei. Mais paradoxal ainda é o seu temperamento longe das câmeras, que pode variar entre muito simpático, muito tímido ou completamente rude. Podemos citar, por exemplo, aparições sorridentes em programas de televisão contrastando com saídas impulsivas de entrevistas ou até mesmo ameaças a produtores feitas por telefone.

Mas não cometeremos injustiças. O cinema acolheu esse personagem complexo com muito prazer. Russ, como costuma ser chamado pelos mais íntimos, iniciou a carreira na Austrália no fim dos anos 80 fazendo pontas, como na novela australiana “Neighbours” (Vizinhos, em tradução livre). Acumulou mais notoriedade quando ganhou o Prêmio de Melhor Ator do Instituto Australiano de Cinema em 1991 por sua atuação em “A Prova”.

Sua porta de entrada para Hollywood foi “Los Angeles – Cidade Proibida” (1997), em que faz parte de um grupo de três policiais que precisam investigar uma série de assassinatos, cada um à sua maneira, contracenando com Kevin Spacey e Guy Pearce.

Mas foi na pele do ex-general romano Maximus Decimus Meridius em “Gladiador”, de 2000, que ele ficou mundialmente famoso. O papel subsequente, do gênio da matemática norte-americano John Nash em “Uma Mente Brilhante” (2001), rendeu-lhe um Oscar de Melhor Ator.

Em 2014, Russel Crowe se aventurou na direção com “Promessa de Guerra”, recebendo críticas mistas. O filme é sobre um australiano que viaja para a Turquia durante a Campanha de Galípoli, na Primeira Guerra Mundial, com o objetivo de encontrar seus três filhos desaparecidos.

Para um cara que, em 2016, afirmou ao jornal inglês The Guardian que nunca estudou atuação formalmente e que não faz ideia da utilidade de métodos, essa longa estrada sem dúvida significa algo positivo.

Studio na Colab55
Eric P. Sukys
Eric P. Sukys

Eric P. Sukys é jornalista e se entregou à sétima arte após crises existenciais. Atualmente, sua dieta básica consiste na Era de Ouro de Hollywood, Nouvelle Vague, filmes trash e cinema independente.

Veja todos os posts de Eric P. Sukys
Comentários
Follow my blog with Bloglovin