Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Prepare-se

Dunkirk | Porque ter Harry Styles neste filme é uma ideia terrivelmente boa?

por André Sobreiro comentários

Harry Styles. Se você é bem novinho ou novinha, já sabem quem é, aposto. Se for mais desligado de cultura pop, pode até não reconhecer esse nome, mas se eu falar One Direction, com certeza vai acender uma luz.

Salada de Cinema

Pois bem, o líder da banda (desculpem fãs dos outros três, mas ele é) está debutando nos cinemas pelas mãos de ninguém menos do que Christopher Nolan. Com três trabalhos anteriores de atuação – todos eles vivendo a si mesmo – Styles tem a chance de mostrar um novo talento. Mas será que isso é uma boa? Eu acho que sim.

Para começar, apesar do frisson de ter o nome do cantor no elenco, seu personagem Alex está longe de ser o protagonista da trama. E em um filme de guerra, cheio de atores jovens, ele se mescla na massa com quase que facilidade (menos para as fãs que o caçarão em cada frame).
E isso, que fique claro, não é necessariamente ruim. O cantor, revelado em reality, tem se esforçado para construir uma imagem mais adulta, inclusive musicalmente em sua carreira solo. E expandir para os cinemas, começando em um Nolan é um belo começo.

Para Nolan, vamos pensar em marketing. O diretor faz filme do Batman, filme de guerra. Claro, toda e qualquer pessoa pode assistir (se estiver na faixa etária), mas é inegável que são obras com muito mais apelo masculino do que feminino (o que não deveria ser, mas isso é outro debate). Ter um ídolo aclamado pelo público feminino é levar toda essa horda de adolescentes ao cinema, interessadas em ver seu cantor atuando. Nada mal, não é?

Um ganha-ganha bem interessante.

Studio na Colab55
André Sobreiro
André Sobreiro

Jornalista, daqueles que acredita no momento mágico em que as luzes do cinema se apagam e o filme vira a realidade

Veja todos os posts de André Sobreiro
Comentários
Follow my blog with Bloglovin