Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Críticas

Homem Aranha: De Volta Ao Lar

por Graciliano Marques comentários
Salada de Cinema

Antes de iniciar esta crítica, gostaria de esclarecer que nunca li uma página dos quadrinhos de Homem-Aranha, porém assisti a todos os filmes. Portanto, essa crítica cinematográfica não fará nenhuma comparação com a obra HQ, ok? Podem largar essas pedras aí.

Sei que muitos fãs do universo Marvel tem criado restrições com o rumo das adaptações em geral por conta dos excessos de “alívios cômicos” existentes nos filmes desse vasto universo. Mas cinema é diversão e divertir as pessoas é o que a Marvel tem feito de melhor, e não seria diferente com Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Dirigido por Jon Watts, que é praticamente um novato nas grandes telas, pois fez apenas dois filmes sem expressão, o filme é o terceiro reboot do teioso, agora sob a direção criativa da Marvel apesar dos direitos do personagem continuarem com a Sony (a treta é longa, google it). E que diferença isso fez comparado aos anteriores.

Tom Holland (O Impossível e No Coração do Mar), renova o personagem trazendo-o para a realidade dos dias atuais. Ao contrário do depressivo Peter de Tobey Maguire e do ultra cool Parker de Andrew Garfield, o Homem-Aranha de Holland é um retrato fiel de muito millennial geek dos dias de hoje: um adolescente infantil que se acha subaproveitado ao superestimar a própria, evidente, inteligência por achar que consegue dar conta de coisas que estão visivelmente além da sua capacidade. E isso é ótimo para o personagem, pois a gente vê ele se ferrando para aprender a não meter o bedelho onde não é chamado, o que também rende boas risadas e alguns genuínos momentos de tensão.

Em contraponto a essa “bagunça” que é o personagem de Holland, está um sóbrio e discreto Abutre Interpretado por Michael keaton, nosso eterno e original Batman. Diferente da maioria dos vilões que querem dominar o mundo e destruir tudo o que passa pela frente, o Abutre é um vilão estilo low profile que se encaixa muito bem na história e possui um objetivo bem definido e até simples demais.

Aos que acharam que seriam um filme do Aranha com o Homem de Ferro, podem ficar descansados. Apesar de questões contratuais da parceria entre Marvel e Sony que exigiam um “crossover de licenciados” entre os estúdios, Robert Downey Jr. aparece em poucas cenas com um tom até paternal, tentando colocar um pouco de razão na cabeça de Parker após livrá-lo de algumas enrascadas.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar é um típico filme da Marvel. Em suas pouca mais de duas horas temos cenas coreografadamente ágeis, um roteiro simples e bem estruturado, referências nerd/geeks, clichês de filmes de ação, alguns exageros contra as normas da física e uma simples, mas surpreendente, reviravolta, que pelo menos nem passava pela minha cabeça. Diversão do início ao fim, com boas risadas, excelentes atuações e, principalmente, um reboot que não entedia recontando toda a trágica história de Peter, faz isso indiretamente em algumas de suas falas permeadas durante todo o filme.

No elenco ainda estão presentes Marisa Tomei (Alfie: o Sedutor e Alguém como Você) interpretando a Tia May de Peter, que de uma bondosa velhinha passou a ser uma tiazinha sexy, Zendaya (uma atriz/cantora da Disney da qual nunca ouvi falar antes mas parece ser importante) que interpreta Michelle, a colega pela qual Peter tem um crush, e o novato Jacob Batalon como Ned, o melhor amigo de Peter.

Esqueça o óculos 3D (talvez funcione melhor em IMAX) mas pegue o baldinho de pipoca e o refrigerante e vá para o cinema mais próximo, pois a diversão é garantida. E como bom filme de personagem da Marvel, possui sim duas cenas extras, por isso “Patience”.

Assista ao trailer de ‘Homem Aranha: De Volta Ao Lar’:

Studio na Colab55
Graciliano Marques
Graciliano Marques

O que eu quero mais é ser Rei e ver o mundo voando num tapete mágico. Geração Disney de clássicos do Cinema. Publicitário de terno e crítico espectador. Faz sentido?

Veja todos os posts de Graciliano Marques
Comentários
Follow my blog with Bloglovin