Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Críticas

Baywatch

por Graciliano Marques comentários
Salada de Cinema

Baywatch foi uma icônica série norte-americana que durou 11 temporadas entre os anos de 1989 e 2001, e foi um grande sucesso mundial. Contava a história de um grupo de salva-vidas comandados por Mitch Buchannon (David Hasselhoff) e suas aventuras protegendo os banhistas e mantendo a ordem nas praias de Los Angeles. Baywatch foi responsável por muitos sonhos molhados de adolescentes na época, ao mostrar belas mulheres em corpos voluptuosos cobertos por minúsculas roupas de banho vermelhas, correndo em câmera lenta na beira da praia. Entre as atrizes de maior destaque, por suas curvas e não por suas atuações, encontram-se Pamela Anderson e Carmem Electra.

Como hollywood ultimamente tem adorado um revival, a Paramount Pictures resolveu ressuscitar Baywatch. Em virtude do visível fraco roteiro, escalou duas grandes celebridades para protagonizar o filme: Zac Efron (High School Musical) e Dwayne Johnson (O Escorpião Rei e Um Espião e Meio). Ainda conta com Priyanka Chopra (seriado Quantico) e Alexandra Daddario (Percy Jackson) e as aparições relâmpago de David Hasselhoff e Pamela Anderson.

Se você for para a sala de cinema esperando um filme de ação com belos corpos femininos o tempo inteiro à mostra, esqueça. Baywatch é pura comédia. Os corpos ainda estão lá (dessa vez com destaque para o de Zac Efron), as cenas de corrida em slow motion saindo do mar em direção à câmera estão lá, o mar está lá… Mas as piadas estão por todos os lados, como se disparados por uma metralhadora desgovernada tentando acertar o alvo, acertando em 50% dos casos. Dwayne e Zac formam um belo time na tela, trocando “elogios” em boa parte do tempo no maior estilo disputa pela faixa de Mister Testosterona. Zac Efron até surpreende fugindo do papel de bom moço e atuando como um galã burro de corpo esculturalmente bronzeado. Sim, o cara tá de dar inveja a muito crossfiteiro wannabe. Dwayne é sempre Dwayne, nenhuma novidade aí.

Baywatch é entretenimento de qualidade duvidosa, que entrega uma diversão despretensiosa e lembra apenas em alguns detalhes a clássica série do século passado. Não fossem os cameos e os uniformes, que estão mais comportados do que na série original, seria apenas mais uma comédia pastelão tipicamente americana. O diretor Seth Gordon (Quero Matar meu Chefe) não se deu ao trabalho nem de reproduzir os marcantes créditos iniciais do seriado. Baywatch é um excelente filme para aquele bando de marmanjo ir ao cinema dar risada de piadas sem noção, ou para as meninas suspirarem com um Zac Efron seminu. E só.

Assista ao trailer de ‘Baywatch’:

Studio na Colab55
Graciliano Marques
Graciliano Marques

O que eu quero mais é ser Rei e ver o mundo voando num tapete mágico. Geração Disney de clássicos do Cinema. Publicitário de terno e crítico espectador. Faz sentido?

Veja todos os posts de Graciliano Marques
Comentários
Follow my blog with Bloglovin