Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Colunas

cine mulher: As 7 mulheres maravilhosas em “Mulher Maravilha”

por Camila de Lira comentários

Enquanto, nos últimos 30 anos, pudemos assistir a pelo menos seis versões diferentes de Batman e umas quatro de Super Homem, isso sem contar as inúmeras , a Mulher Maravilha ganhou sua primeira versão cinematográfica apenas este ano. E, se existe um ponto positivo desta versão cinematográfica ter sido feita em 2016 e lançada em 2017: houve pressão para se colocar mais mulheres o possível tanto na história, quanto nos bastidores.
Dentro e fora das telas, as mulheres brilharam em “Mulher Maravilha”. Aqui abaixo vai uma pequena lista, bem reduzida, das maravilhosas que participaram – e arrasaram – neste filme.

1. Gal Gadot

Salada de Cinema

É impossível falar em Mulher Maravilha e não falar nela, a atriz israelense que dá cara, corpo, voz e ação para o papel principal. Gadot foi soldado do exército israelense por dois anos – no país, o alistamento é obrigatório para mulheres e homens, e estava grávida de CINCO MESES quando gravou “Mulher Maravilha”. A sua atuação dá nuances sensíveis à personagem, sem deixa-la extremamente vulnerável.

2. Robin Wright

Salada de Cinema

A atriz de House of Cards é responsável pelo papel de Antíope, basicamente, a guerreira que treina Diana Prince, uma general das Amazonas. Robin, que já falou publicamente sobre a questão salarial na série em que atua, aceitou disse que levou menos de três minutos para aceitar o papel, menos de quatro meses para todos os treinamentos.

3. Ann Wolfe

Salada de Cinema

Em “Mulher Maravilha”, Ann é Artemis, a Amazona mais forte de Themyscira, aquela que inspira Diana a lutar. Na vida real, Ann é oito vezes campeã mundial de boxe, tendo tido o cinturão de campeã de três categorias simultaneamente, com uma carreira de 24 vitórias (16 nocautes!!!) e apenas uma derrota.

4. Elena Anaya

Salada de Cinema

A atriz espanhola, mais conhecida por seu papel em “A Pele que Habito” de Pedro Almodovar, representa a doutora Izabel Maru, mais conhecida como “Doutora Veneno”, a vilã com personalidade diretamente oposta à Mulher Maravilha. Em uma atuação simples, Anaya traz o ar maléfico da sua vilã por meio dos olhos e de seu trabalho corporal. Num grande filme de super-heroína, é interessante que uma das principais vilãs também seja uma mulher.

5. Patty Jenkins

Salada de Cinema

É nas mãos dessa mulher que a magia do filme realmente aconteceu, afinal, ela é a diretora. Jenkins havia feito apenas um grande longa metragem, “Monstro”, de 2003. Em “Mulher Maravilha”, Jenkins imprimiu um estilo criativo na filmagem de cenas de batalha, dando mais ênfase para a luta do que para explosões ou grandes golpes. Em entrevista, a diretora chegou a dizer que não haverá cenas extras para colocar num possível DVD ou Blue Ray do filme. “O filme que foi para as telonas foi exatamente o que eu queria ter feito”, informou Jenkins. Uma grande novidade para os últimos filmes da DC. E, sim, a gente vive num mundo em que Jenkins só fez dois grandes filmes e Michael Bay fez 13.

6. Rebecca Steel Hoven

Salada de Cinema

Filha do produtor principal dos filmes do Batman do Nolan e da primeira mulher a presidir a Paramount, Rebecca estreou como produtora executiva em “Mulher Maravilha”, antes, havia sido coprodutora de “Warcraft”. Rebecca tem apenas 30 anos e foi uma das que mais insistiu para que o filme fosse dirigido por uma mulher.

7. Lindy Hemming

Salada de Cinema

Vencedora de um Oscar, Lindy foi designer de figurino de “Mulher Maravilha”. Além de reformular a armadura da super-heroína, tomando inspirações de armaduras da Grécia antiga, Lindy também foi responsável pelo figurino estilizado do início do século XX para as cenas fora de Themyscira. De todas que trabalharam no filme, era Lindy a com maior experiência em DC Comics: ela foi responsável pelo design de figurino da saga do Batman dirigida por Nolan.

Studio na Colab55
Camila de Lira
Camila de Lira

Jornalista formada pela USP, é cinéfila desde os 4 anos de idade, quando assistia a filmes da Disney, da Turma da Mônica e de Chaplin.Sonha em acordar num musical ou em um filme de Fellini ou num clipe de David Fincher.

Veja todos os posts de Camila de Lira
Comentários
Follow my blog with Bloglovin