Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Colunas

cine nerd: Representatividade Feminina

por Igor Appolinario comentários

“It is our sacred duty to defend the world. And it is what I am going to do” – Diana, Princess of Themyscira (Gal Gadot)

Salada de Cinema

Olá Nerds!

Essa semana estreou nos cinemas Mulher-Maravilha (Wonder Woman, 2017), a primeira aventura solo nos cinemas da heroína nº 1 da DC Comics.
Com Gal Gadot no papel principal e direção de Patty Jenkins (a diretora por trás de Monster: Desejo Assassino – 2013, que rendeu o Oscar a Charlize Theron), Mulher-Maravilha já vem sendo avaliado pela crítica como um sucesso. Uma vitória para a Warner, que vê seus heróis amargando na telona, e para o público feminino ao ganhar uma forte personagem feminina em tela.

E nos dias de hoje representatividade é um assunto importante.

Salada de Cinema

A presença feminina nos filmes nerds é um assunto bem delicado: elas são as mocinhas, as indefesas precisando de ajuda, ou um estorvo na vida do herói.
A Ripley (Sigourney Weaver) de Alien, o Oitavo Passageiro (Alien, 1979) é um ponto fora da curva, surgindo como uma das primeiras grandes heroínas da ficção, mas somente por acaso: o personagem no roteiro era homem, mas Ridley Scott decidiu pela troca no último momento.
Basta ver as Indy-Girls como exemplo. As belas ‘heroínas’ nos filmes do Indiana Jones são tudo o citado acima e mais um pouco. Somente em Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull, 2008), é que Marion (Karen Allen), a primeira das Indy-Girls em retorno triunfal, se torna algo mais útil e pertinente a estória.

Salada de Cinema

Aos poucos o cinema foi mudando este paradigma, felizmente, para mulheres muito mais proativas e ‘donas de si’. Claro que podemos citar diversas “mulheres fortes” do cinema ao longo dos anos, mas poucas foram as que realmente dominaram o filme nerd onde estiveram presentes.

Recentemente, podemos contar os nomes de Charlize Theron e Daisy Ridley entre as atrizes que puderam dar cara e voz a essas novas mulheres poderosas do cinema.
A Imperatriz Furiosa de Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max Fury Road, 2015) é um dos mais fantásticos exemplos de personagem feminino poderoso e determinado, suprimindo e até ultrapassando o personagem principal, homem, no papel de destaque do filme.

Salada de Cinema

Já Ridley, como a querida Rey de Star Wars: O Despertar da Força (Star Wars: The Force Awakens, 2015), foi um sopro de ar novo em um mundo dominado por personagens masculinos fortes e apenas um outra mulher de significância (ninguém menos que a Princesa Leia de Carrie Fisher, mas ainda assim em segundo plano aos personagens masculinos da trama).

Infelizmente, exatamente com a grande unanimidade nerd que é Star Wars, também surgiu da profundeza nerd todas as expressões possíveis de ódio: contra uma mulher protagonista, contra uma mulher Jedi (contra um negro Jedi também, quando ainda se pensava que John Boyega seria o novo Jedi) e diversos outros sexismos contra a jovem atriz.

Exatamente por isso, pela negatividade de ditos “fãs de carteirinha” e até os desentendidos em geral, é que Hollywood precisa e deve continuar a promover suas personagens femininas fortes em filmes de super-heróis e aventuras.

A Viúva-Negra e Gamora do Universo Cinemático Marvel são bons exemplos, e que continuaram a se expandir com o futuro lançamento do filme solo da Capitã Marvel com Brie Larsson.

Uma curiosidade final: Patty Jenkins seria a diretora de Thor: O Mundo Sombrio (Thor: The Dark World, 2013) a pedido de Natalie Portman – um pedido especial da atriz ganhadora do Oscar, para continuar na franquia. Porém de última hora a diretora foi trocada por motivos de diferenças criativas com a Marvel Studios, e desde então não vemos mais a personagem Jane Foster no Universo Cinemático Marvel.

Até a próxima com mais Cine Nerd!

Studio na Colab55
Igor Appolinario
Igor Appolinario

Nerd inveterado, ainda procura a Pergunta para a Vida, o Universo e Tudo Mais. Escreve sobre Cinema Nerd, pra divertir e informar o pessoal interessando em sempre quer saber um pouco mais.

Veja todos os posts de Igor Appolinario
Comentários
Follow my blog with Bloglovin