Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Colunas

cine mundo: Enviadecer!

por Caio Cesar comentários

Estamos em tempos de muito luto, mas também de muita luta. Foram 49 vidas tiradas há um pouco mais de uma semana nos EUA, e no Brasil é uma vida que se perde a cada 28 horas devido à homofobia. Mas uma coisa eu digo, o armário não é mais nosso lugar, nossa presença precisa ser notada em todos os lugares do mundo e por que não do cinema?

Por isso, a coluna de hoje enviadeceu e foi para países diferentes em busca de filmes com temática Gay. Contracorrente (Contracorriente), Plano B (Plan B) e Queda Livre (Freier Fall) são produções com muita dor, descoberta e amor que vocês não podem deixar de ver.

Contracorrente é uma coprodução entre o Peru, Colômbia, França e Alemanha – sim, isso mesmo – e conta a história de Miguel, um jovem pescador que vive em uma pequena aldeia no norte do Peru. Ele é casado com Mariela, que está grávida de seu primeiro filho, porém mantém caso com Santiago, pintor que também vive na aldeia.

Contracorrente não é mais uma história estereotipada como vemos em muitos filmes Gays, é um filme onde o sobrenatural une-se à dor e ao luto de um amor improvável que acaba se tornando impossível. Ficou curioso? Então não vou dizer mais nada para não estragar o final do longa. Ah e tem no Netflix!

Salada de Cinema

Viajando para um pouco mais perto, na Argentina, podemos conhecer a história de Bruno e Pablo – eu já falei um pouco sobre eles no meu texto de estreia. Plan B é sobre desilusões e descobertas amorosas. O filme nos apresenta Bruno, que perdeu a namorada para o belo fotógrafo Pablo. Tomado de ciúmes, Bruno planeja uma pequena vingança, se aproxima de Pablo para destruir o relacionamento dele com sua ex, mas o plano não sai bem como ele imaginava. Diferente de Contracorrete, Plan B uma dramédia argentina que mostra realmente que existem uma tênue linha entre o amor e o ódio.

Salada de Cinema

De amores impossíveis e descobertas amorosas, chegamos na Alemanha para conhecer Marc Borgmann e o seu amor perdido. Queda Livre nos mostra um jovem policial arrogante e autoconfiante, que inicialmente não se dá bem com seu companheiro de quarto na academia de polícia, Kay Engel (interpretado pelo lindo do Riemelt, de Sense8). O filme narra a história dessa amizade que começa entre tapas que acabam se transformando em beijos. Contudo, como na vida real, assumir-se não é fácil e ele encontra-se confuso em manter esse relacionamento secreto e sua namorada que espera o seu primeiro filho.

Salada de Cinema

Peru, Argentina ou Alemanha, não importa o país, ser gay é uma luta diária por aceitação própria e aceitação de terceiros. Os três filmes da coluna de hoje são um belo exemplo de como não é fácil amar alguém do mesmo sexo. Porém, hoje eu lhes digo que mesmo entre tantas pedras, balas e lâmpadas é preciso enviadecer, lutar e mostrar que não gays estamos aqui e viemos para ficar e lutar pelo amor.

Studio na Colab55
Caio Cesar
Caio Cesar

"Filme grego de novo, Caio?" Sim, eu sou desses mesmo. Um curioso definitivo pelo cinema. Se não for grego, vai ser tcheco, japonês, italiano ou francês, e se reclamar, vai ser iraniano! Pra mim, cinema é espelho, retrato e sequela.

Veja todos os posts de Caio Cesar
Comentários
Follow my blog with Bloglovin