Salada de Cinema

Publicidade
Salada de Cinema/Crítica

Rock of Ages | Crítica

Publicado em 24/08/2012 / Por: victorgouvea

Rock-of-Ages-2

Cabelos compridos, calças coladas, tatuagens em excesso e atitude transgressora – esse é o estereótipo dos roqueiros dos anos 80, esse é o mote do filme Rock of Ages. Inspirado em um musical da Broadway que não teve muito sucesso, a trama conta a história de Drew (Diego Boneta) e Sherrie (Juliane Hough), dois jovens comuns fascinados por esse universo e obstinados a serem os próximos rockstars. Claro que começam a se envolver, e são abalados pela chegada do excêntrico Stacee Jaxx (Tom Cruise), um roqueiro em decadência explorado por seu produtor interesseiro (Paul Giamatti). As piadas fracas ficam a cargo do dono do bar (Alec Baldwin) que serve de locação para a história acontecer e seu funcionário distraído-engraçadão (Russel Brand). Pra finalizar, tem ainda Patricia Whitmore (Catherine Zeta-Jones), a mulher do prefeito mal comida que quer fazer de tudo para fechar o bar pois acredita que roqueiros têm pacto com o tinhoso.

Logo no começo os cortes rápidos dão energia às primeiras músicas e ganham o espectador. A fórmula “músicas que foram trilha sonora da vida de muita gente” + “ode à fama” ajuda a prender a atenção, e alguns mash-ups ao melhor estilo Glee conquistam definitivamente. Mas o roteiro não segura. O Stacee Jaxx que Cruise dá vida lembra diversas lendas do rock – tem problemas com álcool, não fala coisa com coisa, pega geral e parece descontente com a vida que leva. Mas isso é tudo, não há nenhum aprofundamento do personagem. Há uma crítica também à indústria do entretenimento, personificada pelo produtor sacana Paul Gill (Giamatti), que quer sugar dinheiro dos artistas e depois encontrar um nova estrela, mas ele é apenas ridicularizado.

É um grande espetáculo hollywoodiano: tem núcleo cômico, história de amor, reviravolta, vilões e happy ending. O típico filme que diverte, mas não força o público a absolutamente nada. Não se esqueça de deixar o cérebro em casa: você não vai precisar dele.




Compartilhe
Comentários