Salada de Cinema

Publicidade
Salada de Cinema/Especial

Especial Batman – Quem é Bane?

Publicado em 24/07/2012 / Por: Maira Giosa

Falar do novo Batman é pensar em uma coisa muito básica: quem diabos é Bane? Um supervilão que surgiu do nada (ou assim parece), que quase ninguém conhecia e que fará parte da última aventura do vigilante da justiça. Ninguém lembra, mas Bane apareceu pela primeira vez nas telonas na pele de Jeep Swenson, naquele tenebroso filme Batman & Robin, dirigido por Joel Schumacher em 1995 e que contava com Arnold Schwarzenegger, George Clooney, Chris O’Donnel, Alicia Silverstone e Uma Thurman no elenco.

Ninguém lembra porque, obviamente, não foi dada a devida importância ao personagem, ainda que ele houvesse sido lembrado. Mas quem é esse temível homem, que poderá acabar com a vida do homem-morcego para sempre?

Cria de três roteiristas – Chuck Dixon, Doug Moench e Graham Nolan –, Bane apareceu pela primeira vez em 1993, no quadrinho Batman: A Vingança de Bane #1 e, desde então, sempre foi um adversário à altura do herói, tanto física quanto intelectualmente. Nascido na ficcional República Caribenha de Santa Prisca, em uma prisão chamada Pedra Dura, o pequeno Bane deveria cumprir a sentença de prisão perpétua destinada a seu pai, Edmund Dorrance, que havia conseguido escapar.

Cercado por esse familiar e agradável ambiente, Bane se dedicava a ler livros, exercitar-se o máximo que podia e, claro, aprendeu a lutar. A localização da prisão permitiu que o futuro vilão aprendesse a falar inglês, português, espanhol, latim, e até urdu e persa, duas línguas mortas. Bane acabou assassinando o padre responsável por sua educação, anos mais tarde. Mas seu primeiro assassinato foi aos 8 anos, quando mata um interno por tentar usá-lo como fonte de informação. Ele escondia uma faca dentro de um urso de pelúcia, Osito, que ele chamava de “melhor amigo” e levava para todos os lados.

Bane se auto proclama o rei da prisão e, quando chegou o momento, os responsáveis pela prisão forçaram-no a ser cobaia de uma nova droga chamada Venom que havia matado a todos os outros. A droga quase o matou, mas Bane sobreviveu e, com a droga, ganhou uma força e uma capacidade de cura super-humanas. Como o efeito não era permanente, o vilão criou tubos que lhe injetavam a droga a cada 12h diretamente no cérebro. Sem ela, os efeitos colaterais seriam irreversivelmente mortais.

Considerado um gênio até mesmo pelo gênio Ras al-Ghul, Bane aprendeu diversas matérias científicas enquanto estava preso, a ponto de se tornar expert em quase todas. Dono de uma memória fotográfica estupenda, em um ano Bane consegue desvendar o mistério por trás da máscara de Batman.

Assim, com esse background sobre o herói, será que podemos imaginar como será o embate entre o justiceiro noturno e este monstro maligno?




Compartilhe
Comentários