Salada de Cinema

Publicidade
Salada de Cinema/Coluna

cine nerd: dicas de filmes

Publicado em 23/03/2012 / Por: Igor AppolinArio

Cine Nerd

“It means: fasten your seat belt Dorothy, ’cause Kansas is going bye-bye” — Cypher, The Matrix

Olá Nerds!

Vamos mudar um pouco o foco e nessa semana vou indicar 5 filmes nerds recentes que devem ser assistidos por aqueles que curtem o gênero. São filmes que futuramente cobrirei aqui na coluna, mas valem a pena serem visto e revistos.

Matrix (The Matrix, 1999)

Uma explosão no mundo do Cinema Nerd, Matrix redefiniu a forma como os filmes de ação são feitos. Afinal quantas e quantas vezes não vimos recriações/cópias/paródias das famosas cenas de wire-fu deste filme?

Estrelado por Keanu Reeves (Neo), Carrie-Anne Moss (Trinity), Lawrence Fishburne (Morpheus) e Hugo Weaving (Agente Smith), este filme teve ainda duas continuações consideradas (e às vezes ignoradas) pelos fãs como extremamente fracas e/ou desnecessárias. Porém, o filme original, onde o jovem Neo descobre a mentira que ele vem vivendo em meio à uma guerra entre homens e máquinas, e precisa aceitar seu papel como “O Escolhido”, continua sendo uma excelente mistura de ação, ficção científica e efeitos especiais mirabolantes.

Wall-E (2008)

Fazendo diversas referência ao Cinema Mudo e aos filmes românticos, Wall-E é também uma deliciosas aventura futurista. Acompanhamos as desventuras do protagonista Wall-E, que se comunica apenas por pequenos sons de maquinário, o último dos Waste Allocation Load Lifter – Earth class (Levantador de Pesos e Alocador de Lixo – classe Terra, em inglês) deixados para trás para limpar o planeta enquanto os humanos foram viver no espaço. E ele se vê em meio a uma trama para impedir que os humanos voltem a Terra, quando a vida vegetal volta a crescer no planeta.

Com personagens carismáticos e críveis, como só a Pixar Animations consegue criar, é um filme que se passa em um futuro pós-apocalíptico tenebroso, causado pelo consumismo desenfreado e que joga uma predição muito sinistra a respeito da evolução humana.

V de Vingança (V for Vendetta, 2005)

Inglaterra, num futuro não muito distante, V (Hugo Weaving) e a jovem Evey Hammond (Natalie Portman), duas pessoas completamente diferentes, acabam se cruzando e se unindo contra um estado regido por uma partido totalitarista e autoritário, que controla as ações e palavras de toda a nação.

Empenhado em vingar-se das pessoas que o desfiguraram para cumprir seus próprios objetivos, V é um assassino ardiloso e muito bem preparado, que consegue com genialidade sempre escapar da polícia. Evey é uma jovem recatada que acaba se emaranhando em uma trava de vingança e terrorismo político, em uma sombria Londres.

Com atuações fantásticas do elenco principal e de ótimos coadjuvantes, esta adaptação da graphic novel de Alan Moore, apesar de rejeitada pelo criador, é um must see de todos os nerds.

Scott Pilgrim Contra o Mundo (Scott Pilgrim vs. The World, 2010)

Filme de Edgar Wright, estrelando Michael Cera (Scott Pilgrim) e Mary-Elizabeth Winstead (Ramona Flowers). Scott é o típico nerd adorador de videogames e essa temática segue toda a estória do rapaz, incrivelmente mulherengo, que se apaixona pela misteriosa Ramona e precisa derrotar seus 7 Ex-Namorados do Mal.

Com muitas participações especiais, diversas referências ao Universo Pop e Gamer, e muita música independente, é um filme que agrada aos olhos e que tem algumas interpretações fantásticas, como Kieran Culkin, no papel do melhor amigo gay de Scott.

Kill Bill (2003, 2004)

Uma epopéia ao mundo do cinema pop, japonês e ao western, a saga em duas partes Kill Bill foi um projeto muito aguardado e aclamado pelo público em geral. Saído da cabeça amalucadamente genial de Quentin Tarantino (Cães de Aluguel, 1992 e Jackie Brown, 1997), nós acompanhamos a estória d´A Noiva (Uma Thurman), deixada para morrer por seu antigo grupo criminoso, que retorna com sede de Vingança!

O-Ren Ishii (Lucy Liu), Vernita Green (Vivica A. Fox), Buddy (Michael Madsen) e Elle Drive (Darryl Hannah) são caçados um a um, mas o prêmio principal é Bill (David Carradine), líder do grupo e ex-amante d’A Noiva. Imaginado como um filme, a produção tomou tamanha proporção que tornou-se duas partes, sendo a primeira extremamente inspirada no cinema japônes/chinês de ação e o segundo um faroeste do começo ao fim.

Uma boa curiosidade para os Geeks de música, é que toda a trilha sonora de Kill Bill foi reaproveitada de outros filmes, os mesmos que serviram de inspiração para Quentin Tarantino, e que fazem parte da biblioteca musical pessoal do diretor.

Até semana que vem com mais Cinema Nerd!




Compartilhe
Comentários