Salada de Cinema

Publicidade
Salada de Cinema/Perfil

Bruce Willis, da gagueira ao estrelato

Publicado em 13/03/2012 / Por: Raphael Camacho

Bruce-Willis

Walter Bruce Willis, ou para nós cinéfilos somente os dois últimos nomes, nasceu na Alemanha, em 19 de março de 1955. Muitos estão surpresos com a nacionalidade dele, mas é isso mesmo, o famoso ator (que foi casado com Demi Moore) é alemão! O artista nasceu em Idar-Oberstein, na Alemanha Ocidental fruto do relacionamento de um soldado americano e uma jovem garçonete alemã. Com a dificuldade do pós-guerra, seu pai levou a família para os EUA, mais precisamente para Penns Grove, localizado no Estado de New Jersey.

Durante a infância Bruce Willis sempre foi muito elogiado na escola, sendo muito popular entre os colegas. Mas ele tinha um probleminha, era gago! Mesmo que isso fosse muito constrangedor, isso não o tornou menos querido entre os seus amigos. Uma vez, encenou a peça “Sonho de uma Noite de Verão”, de Shakespeare, e assim que pisou no palco a sua gagueira foi embora! Assim, Willis começou a se apresentar no teatro e as suas atividades de ensino médio foram marcados por coisas como: o clube de teatro e presidente do conselho estudantil. No palco o jovem Bruce se encontrava e com isso foi perdendo a gagueira, entre uma peça e outra.

Na adolescência, mais ou menos com 17 anos, resolve tentar ganhar a vida indo para Nova York. Por lá teve muitos empregos, como: segurança de uma usina nuclear e investigador particular. Bruce juntava dinheiro e investia em cursos de teatro esperando a sua grande chegar. Em 1984, a trilha de sucesso estava começando a aparecer, Bruce Willis fez um teste para o seriado “A Gata e o Rato” e concorreu com 3.000 outros atores para a posição de protagonista, ao lado da atriz Cybill Shepherd. Com a chance agarrada nas mãos fez um temendo sucesso em cinco temporadas desse seriado. O seu passaporte para o mundo do cinema surgiu após uma pausa nas gravações desse seriado (a atriz Cybill Shepherd ficou grávida) quando surgiu o convite para ser John McClane, no sucesso mundial Duro de Matar. Após o grande estouro nas bilheterias mundiais, Bruce Willis nunca mais abandonou a sétima arte. Mesclando bons e questionáveis trabalhos, voltou a mostrar toda sua habilidade cênica no suspense de M. Night Shyamalan, O Sexto Sentido, uma das melhores atuações de sua carreira.

Abaixo analisaremos os cinco melhores e os cinco piores trabalhos desse carismático ator de 56 anos, com muitos filmes no currículo. Serei muito breve nos comentários dos filmes – assim, o artigo não fica muito grande e ninguém usa a desculpa de que ficou com preguiça de ler (rs). Ainda assim, peço desculpas desde já.

Os 5 Melhores de Bruce Willis

Pulp Fiction – Duro de Matar – Os Doze Macacos – O Sexto Sentido – A História de Nós Dois

5+ “A História de Nós Dois” (The Story of Us, 1999) de Rob Reiner

Um filme muito emocionante que fala basicamente do conturbado cotidiano de dois corações que se amam muito, há muito tempo. Nesse longa, Bruce Willis conta com a parceria de Michelle Pfeiffer e juntos se completam em cena. A maior parte do público chega à lágrimas ao término dessa fita. Ótimo filme, ótima atuação.

4+ “Duro de Matar” (Die Hard, 1988) de John McTiernan

Quem seria Bruce Willis sem John McClane? A recíproca também é verdadeira. Bruce era a pessoa certa para dar vida a esse herói extremamente vulnerável e que tenta salvar a todos dos caras maus. John McClane já é uma lenda do cinema, bateu recordes de bilheterias mundo à fora e colocou o Bruce Willis no status de grande ator.

3+ “Os Doze Macacos” (Twelve Monkeys, 1995) de Terry Gilliam

Um filme genialmente dirigido pelo cracaço Terry Gilliam. Na história Bruce Willis vem do futuro, mais precisamente em 2035, para tentar mudar os fatos que ocorreram na década de 90: um vírus fatal foi liberado levando ao extermínio de grande parte da população mundial. Um filme muito bom com ótimas atuações de Bruce Willis, Brad Pitt, David Morse e Madeleine Stowe.

2+ “O Sexto Sentido” (The Sixth Sense, 1999) de M. Night Shyamalan

“Eu vejo gente morta”! Essa frase ficou marcada de vez na história do cinema. o Indiano M. Night Shyamalan dirige um longa surpreendente que prende a atenção ao espectador até o último minuto da história. Na trama, um psicólogo tem a missão de ajudar um menino que enxerga pessoas mortas. O final do filme fez tanto sucesso que na época houve uma grande campanha para que ninguém entregasse o final da fita e estragasse a surpresa alheia. Sensacional filme de suspense!

1+ “Pulp Fiction” – Tempo de Violência (Pulp Fiction, 1994) de Quentin Tarantino

Um dos melhores filmes de muitas listas mundo à fora, marcou de vez a chegada do genial Quentin Tarantino ao cinema. Ao lado de muitos astros de hollywood, Bruce willis, ajuda a contar essa história com diálogos maravilhosos que estão nas mentes dos cinéfilos até hoje.

Os 5 Piores de Bruce Willis

A Estranha Perfeita – Lágrimas do Sol – Provas e Trapaças – 16 Quadras – Duro de Matar 4.0

5- “A Estranha Perfeita” (Perfect Stranger 2007) de James Foley

Não era para tudo dar errado, mas acaba acontecendo. Com um roteiro muito complicado, os próprios personagens se perdem na loucura do mesmo, Bruce Willis tem uma de suas piores atuações nas telonas.

4- “Duro de Matar 4.0” (Live Free or Die Hard, 2007) de Len Wiseman

A saga “Duro de Matar” merecia bem mais. É o filme que os fãs da franquia menos gostam. É tanta mentira ao mesmo tempo que você já não sabe qual filme tá vendo. Você acaba o filme e deduz: John McClane virou James Bond!

3- “16 Quadras” (16 Blocks, 2006) de Richard Donner

Com um bigode muito esquisito, Bruce Willis dá vida ao detetitve Jack Mosley nesse filme que era para ser simples e legal que acaba sendo chato e maçante. O diretor do super divertido “Máquina Mortífera” não consegue agradar nesse longa que fala sobre um detetive que precisa escoltar uma testemunha que irá depor contra policias corruptos.

2- “Lágrimas do Sol” (Tears of the Sun, 2003) de Antoine Fuqua

Nem a beleza da deusa Monica Bellucci consegue tirar o filme do fracasso. Com uma trama que fala sobre um grupo de soldados que precisam resgatar uma médica na Nigéria e acabam se metendo em muitos problemas, porque a médica não quer ir embora. É um “Resgate do Soldado Ryan” disfarçado e muito mal feito.

1- “Provas e Trapaças” (Assassination of a High School President, 2008) de Brett Simon

Esse longa foi totalmente feito para o público adolescente mas eu acho que os próprios adolescentes não curtem esse filme. O que tem de clichês nessa fita não é brincadeira. Você acaba o filme e se pergunta: como o Bruce Willis aceitou esse papel?

Menção Honrosa/Horrorosa: Sua participação no filme O Chacal, onde atua ao lado de Richard Gere e Sidney Poitier merece uma menção positiva nesse artigo. Um bom filme de ação com uma atuação bem interessante de Bruce Willis.

Atualmente Bruce Willis está voltado para o quinto filme da franquia Duro de Matar. Nessa nova história, o famoso personagem John McClane vai até a Rússia para tirar seu filho da prisão. A previsão de lançamento é no começo de 2013.




Compartilhe
Comentários