Salada de Cinema

Notícias, entrevistas, perfis e muito mais de tudo que acontece no mundo do cinema.

Salada de Cinema
Críticas

High School Musical 3: Ano da Formatura

por André Sobreiro comentários

Que a Disney é uma máquina de gerar sucessos, ninguém discute. Esse post do Palpitando traz um pouquinho dessa máquina nos próximos anos. E mais uma dessas máquinas de sucesso acaba de mostrar sua força: High School Musical. Lançado originalmente no Disney Channel, a musical da vida de Troy Bolton e Gabriela Montéz caiu nas graças do público e bateu recordes históricos com sua continuação: 17,2 milhões de telespectadores assistiram o canal na estréia.

Para o terceiro filme, a meta foi mais ambiciosa: sair do canal e chegar à grande tela. O sucesso, claro, foi garantido. Centrado no último ano de High School de Troy, Gabriela, Sharpay, Ryan, Chad e Taylor, o filme retoma o colorido dos cenários e figurinos dos outros dois filmes anteriores.

O destaque fica por conta das coreografias. Extremamente elaboradas, ganham uma nova dimensão na tela grande, como a de ‘A night to remember’ que resgata o clima de ansiedade do baile de formatura com diversão e clima retrô – os meninos à La John Travolta estão sensacionais.

Zac Efron, como o protagonista, mostra uma clara evolução como ator e abre caminho para o papel na refilmagem de Footloose, pelas mãos do mesmo Kenny Ortega de HSM. Sua parceira, no entanto, continua insossa e não cativa o público. Com a fraca atuação de Vanessa Hudgens, a loira Ashley Tisdale se destaca com a vilã cor-de-rosa Sharpay Evans.

Ao mesmo tempo que encerra a saga, HSM 3 já abre brecha para a possível continuação. A entrada de Jimmie e Tiara, como calouro seguidor de Troy e assistente de Sharpay, respectivamente, já deixa claras as intenções dos estúdios: desvincular da imagem de Efron e Hudgens e reiniciar a franquia High School Musical com novo elenco. A aguardar se o novo elenco segura o sucesso.

Studio na Colab55
André Sobreiro
André Sobreiro

Jornalista, daqueles que acredita no momento mágico em que as luzes do cinema se apagam e o filme vira a realidade

Veja todos os posts de André Sobreiro
Comentários
Follow my blog with Bloglovin